segunda-feira, 19 de março de 2012

Olhos nos olhos.


Quando pus meus olhos em você

Ceguei-me para o resto do mundo

Eu posso estar louco,

Guardei-te por tão pouco

Mas não vou me conformar, meu bem

Eu vou te ensinar como se ama o amor


Porque tristes seriam os sonhos,

Se teu rosto em minha memória

Não trouxesse recordações daquele sorriso

Guardado em fotografia,

E só de vê-lo novamente

Eu cantei alegremente


R. = Então vem, toca teus lábios nos meus

E me deixa sentir teu calor

Só eu posso te mostrar

Que quando nossos corpos se entrelaçam

É tão bom ser dois em um.


Essa coisa de brincar com o destino

Vai nos deixar loucos, meu bem

Teu lugar é ao lado meu

Então vem para a cama,

Eu quero sonhar outra vez

E dessa vez meus olhos

Não vão te perder de vista

Então aquieta teu coração

E deixa para trás teus medos

Porque eu vou cuidar de você


R. = Então vem, e encosta tua mão na minha

Que faz frio lá fora

E só eu posso te mostrar

Que quando meus olhos olham para os teus

No ritmo da batida,

Nossos corpos queimam.


Volta logo,

Antes mesmo de ir embora

Porque os teus pés andam fincados no chão

E os teus braços me protegem da solidão

Só eu te fiz sentir daquela forma

Então olha nos meus olhos

E diz que não sente o que sinto agora.

2 comentários:

  1. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir